Warning: php_uname() has been disabled for security reasons in D:\http\respirareviver\web\wp-content\plugins\magic-fields-2\mf_extra.php on line 39 ABRAF - Associação Brasileira de Amigos e Familiares de Portadores de HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONA

Edenize Aparecida Martins


Estou muito aflita!
Descobrimos que meu pequeno João de 12 anos é portador de HP congênita.
Sempre percebi uma certa limitação, mas pelo fato de ter passado por duas cirurgias de (criptorquidia?) e estar sempre bem assistido, fazendo exames, inclusive o ecocardiograma e tudo o mais, fiquei despreocupada, mas incomodada com as limitações dele.

Diante disso, solicitei novo exame no qual foi constatada HP congênita e muito grave! Ele foi encaminhado ao Dante Pazzanese e está fazendo uma série de exames para ver a possibilidade de cirurgia, mas o Médico me adiantou que, no caso dele, a possibilidade de cirurgia é de 10% e, se não for possível, ele estará dentro de um protocolo e tomará os remédios para controle. Como a doença é progressiva, fiquei assustada e chorei muito. O chão se abriu aos nossos pés, haja vista que operei de um câncer há dois anos: literalmente estive de frente com a morte e agora nos acontece isso! Sou católica e estou á espera de um milagre.

Quanto ao meu filho, ele é lindo, inteligente e aparentemente saudável: estuda, faz catequese e receberá a eucaristia em abril. Penso que isso o fortalecerá e ele será curado. Sou otimista e procuro levar a vida normalmente. Quando ele soube (pois o médico pediu para contar a ele a gravidade do problema, mas, obviamente simplifiquei. Afinal, eles só tem 12 anos), ficou encanado e agora reclama que dói o peito. Procuro não mudar a rotina: dou bronca, chamo a atenção dele para que não seja coitadinho e fique falando da doença como algo que o poupara das obrigações e responsabilidades com deveres e tudo o mais.

Enfim, é isso! Esta difícil! Descobrimos há menos de um mês No entanto, estamos iniciando a batalha, É o que digo: o que for possível a mim, farei. O que for possível aos médicos, eles farão e o que fugir ás nossas possibilidades está nas mãos de Deus.

Eu confio e espero que vocês também não percam a esperanças, pois doutor me disse que eles estão batalhando para encontrar a cura desta doença. Tenho orado para que isso aconteça o mais breve possível! Por isso é importante estar vibrando pelos médicos para que eles tenham sabedoria e possam nos ajudar

Abraço