Warning: php_uname() has been disabled for security reasons in D:\http\respirareviver\web\wp-content\plugins\magic-fields-2\mf_extra.php on line 39 ABRAF - Associação Brasileira de Amigos e Familiares de Portadores de HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONA

Carina Monteiro Fagiani


No final de 2001, início de 2002, comecei a sentir cansaço, fazendo coisas que estava acostumada a fazer sem me cansar Estava no final do primeiro ano de faculdade, morava sozinha numa kitnet, com uns 20 degraus de escada para subir diariamente e sempre fiz numa boa, até com mala pesada nas mãos. Mas, em Janeiro de 2002, quando voltei das férias, não consegui mais. Já estava me sentindo cansada há algum tempo, e foi piorando. Até que um dia, eu estava sozinha em casa e me deu uma crise de tosse com sague. Foi minha primeira hemopíase e fiquei apavorada.

Arrumei minha mala e fui correndo para minha cidade (Piracicaba). Marquei consultas com vários médicos: o primeiro de todos foi um pneumologista, que diagnosticou que eu estava fora de forma e muito sedentária (mesmo fazendo tudo a pé, andando e bicicleta aos finais de semana, coisas que já não conseguia mais fazer). Ele me aconselhou que fizesse matrícula em uma academia, para fazer exercícios. Mas meu cansaço era tanto, que eu não consegui acreditar no diagnóstico. Foi ai que resolvi marcar uma consulta com um cardiologista, que me pediu um ecocardiograma.

No dia em que lei o resultado do ecocardiograma, o médico ficou assustado, pois, mesmo naquele estado (já não conseguia andar 10 passos sem parar para descansar), estava lá sozinha e rindo. Ele me encaminhou urgentemente para o hospital, onde fiquei internada por 13 dias. Não cheguei a ir para a UTI, pois aparentemente eu estava bem. Tive uma Tromboembolia Pulmonar Bilateral, onde tive 80% da área pulmonar tomada.

Após os 13 dias, tive alta, mantive repouso em casa por seis meses (tive que trancara faculdade).

Dali em diante, mantive acompanhamento médico e tratamento com diuréticos, nticoagulantes e remédios para pressão, com severas limitações para atividades físicas, mas consegui me estabilizar Em 2006, devido à má alimentação e dia-a-dia muito agitado, tive uma recaída e fiquei 9 quilos acima do peso por causa de inchaços, tendo mais hemoptíases e muito cansaço. Ia para o hospital quase toda semana, mas em uma consulta com um cardiologista tive quase toda minha medicação alterada, e meu organismo voltar a funcionar “normalmente”. Desinchei, as pernas clarearam e o cansaço diminuiu. Foi ai que me informei sobre centros especializados na doença, pois em Piracicaba não tem nenhum médico especializado nisso (que eu saiba), e mandei meus papéis para o Incor.

Como eu tinha pressa em conseguir uma vaga, acabei pesquisando na internet sobre os médicos de lá e consegui contato com o Dr. Rogério Souza (que tenho certeza que já estava cansado de receber e-mail meu, hehehe) que marcou uma consulta comigo.

Em setembro de 2006, comecei meu tratamento com a equipe do Dr. Mário Terra. Ele ainda não mudou minha medicação, pois estou fazendo exames para tentar fazer a cirurgia de retirada dos coágulos do pulmão (mas acho que não vou poder fazê-la), senão farei tratamento com Sildenafil ou Bosentana. Este mês tenho retorno para saber qual tratamento farei. Estou bem ultimamente, estável.

Abraços,
Carina